sexta-feira, fevereiro 21

MAR ABERTO

Você toca
os lugares 
que gosto
mui lentamente
e depois toma
tempestade em alto mar
meu corpo inteiro
Vagabundeia
com seus lábios de espuma
palavras de areia
e as costas desérticas
de minha pele nua
habilmente navega
você, menino faceiro
com mãos de marinheiro
e tatuagens no braço
eu, mar aberto
e sem fim
feito o desejo em mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

10:20