quarta-feira, março 7

Vida

Que alegrias infinitas habitam o leito dos teus lábios
Teus olhos têm o sossego de todos os céus da infância
E girassóis mais felizes que todas as cores quietas.

No teu seio de campinas, no teu âmago oceânico,
Habita um passarinho, pequenino senhor de todo canto celeste
Presente desta vida, vida, vida que tu me deste.

2 comentários:

10:20