quarta-feira, dezembro 28

Ipanema, mais um dia

Na vastidão azul dum dia sem fim
- como outro abençoado qualquer,
Somos lançados no espaço
Estilhaços de sonhos, avulsos
Somos lançados!
Sobre nosso corpo o sal
Sobre nós o sol
Voamos e voamos e voamos
Harmônicos, sobre este -a- mar
Como gaivotas brancas de papel
No ar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

10:20