terça-feira, outubro 18

Eu, espaço vazio

Deixo o cigarro fumar-se fogo sozinho, deixo a palavra desembrulhar-se amante mansa,
deixo a noite te fugir exato de mim

Exausta, exangue, livre de qualquer passado e livre de qualquer delírio e livre de qualquer vontade,
exceto a tua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

10:20