segunda-feira, agosto 15

Pra Gente ser feliz

Eu tenho medo
De nascer de novo
De ter que acordar
Todos os dias
Mais uma vez

Eu tenho medo
De terminar assim
Começando tudo de novo
Sem
(nunca)
Um
Fim

E se assim tiver que ser
Quero em meu ser
A alma de uma noite sem estrelas
A essência do último lugar a ser descoberto
O frescor de chuva da mais bela manhã
Verde e azul
Laranja e almíscar
Quando eu nascer
De novo.

Mas,
Sinceramente,
Muito honestamente,
Encarecidamente
Eu peço que
Não.
Uma vez
Basta
Solidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

10:20