domingo, setembro 7

Obsessão

Eu tive a chance de me apaixonar, inúmera vezes. Mas eu já o fiz. Uma vez, e para sempre. E se eu tenho o meu amor? Que besteira! Este partiu há muito tempo, levando meu coração e a minha delícia de viver. Eu encaro a vida, que já não é mais bela, tão pouco doce. É apenas uma vida. Sem outra. Ninguém saberá, eu jamais contarei, mas eu guardo a minha obsessão, eu guardo o meu sonho sobre um reencontro, na estrada das lembranças eu verei seu rosto, por uma última vez. Meu sonho é só meu, minha obsessão é só minha, meu egoísmo é só meu. Quisera eu, mas o amor dele não. No entanto, o meu será sempre dele. Não aceitarei outro jeito, se não for o jeito exato dele. Não haverá beleza alguma no mundo, se não houver a dele. Jamais haverá um jeito de amar, se não houver ele. Eu deixaria de existir, se...

Um comentário:

10:20